aqui pelo campo

Como suceder num casamento ou num divorcio

Deixe um comentário

Imagem

Hoje aprendi uma das coisas mais importantes da minha vida e vou deixá-la aqui porque acho que é urgente para todos, enquanto a forma de a explicar está fresca na minha cabeça.

 Uma medica intuitiva americana pós a forma como nos empenhamos nas situações da nossa vida da seguinte maneira:

 Nós somos todos bancarios!!

 Ou seja:

 A nossa energia é o DINHEIRO que vamos investir

 As situações do dia a dia são os nossos INVESTIMENTOS

 A energia extra que temos de aplicar são os EMPRÉSTIMOS

Passo a explicar:

Quando temos uma situação, de relacionamento, casamento, emprego,…das mais frequentes na nossa vida estamos a investir tal e qual como num banco.

Vou dar um exemplo meu:

Se eu invisto tudo numa pessoa, porque é a minha forma de agir e lhe o meu melhor, e que é atenção, carinho, mimo, beijinhos, paciência, compreensão, para que esse investimento valha a pena ele tem que pelo menos pagar-se por si só, ou seja, se não recebermos de volta dessa pessoa a energia que lhe damos e que tão bem á saude lhe faz, nós perdemos a nossa energia, fizemos um investimento que não se pagou e ainda menos não deu lucro.

Isto é uma situação muito frequente entre homens e mulheres.

Elas mandam uma mensagem  a dizer algo carinhoso certo? Porque se lembraram da pessoa que gostam ao longo do seu dia e querem dar-lhe um miminho!

Eles raramente respondem, é ou não é? Ou porque tem medo, ou porque não querem dar parte fraca, ou porque se armam em machões ou porque não sabem mandar mensagens ou porque não sabem retribir com igual miminho!!! 

(quantas amigas mulheres e homens tenho que falam desta porra desta mania…)

Para dar lucro, essa pessoa tem de sentir na dimensão do que nós sentimos e expressar que adora, ou pelo memnos fazer sentir isso de volta com tal força, que nós olhamos para o nosso investimento e pensamos, EH PÁ,…valeu a pena. Investi, paguei o investimento,  e ainda recebi e gostei tanto que vou investir mais um pouco e as pessoas numa relação mutua vão-se energizando, e assim vale a pena.

Vou dar outro exemplo:

Aquelas pessoas que passam por uma situação traumática, como perder um filho por exemplo, e envelhecem 3 anos em 3 meses, ficam com o cabelo todo branco de repente, estão a colocar a sua total energia numa situação que a vai drenar de tal forma, que a dada altura ela esgota e o corpo vai buscar energia adicional as células, á corrente sanguínea, etc, e o corpo drena-se e envelhece, e o cabelo fica branco e a força é nula.

Tudo é uma questão de escolha nossa:

Se alguém nos disser “O MUNDO VAI ACABAR EM 2012” nós perguntamos-nos “Eu quero financeiar esta ideia??” vou investir a minha energia nessa ideia? Ela vai-me trazer retorno ao meu investimento com pensamentos positivos?? Obviamente que NÃO!!

Investimos num casamento toda a nossa energia, porque acreditamos nos valores familiares, temos de estar ali para os filhos, mas toda aquela situação em que investimos tudo não nos dá retormo necessário ao nosso bem estar, ou seja, sentirmos que temos ali realmente uma familia feliz e equilibrada, que se senta á mesa para falar e resolver os problemas, e, em vez disso temos sim uma familia, mas que se encontra de manhã ao acordar, e se despede para dormir, mas não há conversa, já não há amor, desejo, afecto e andamos pura e simplesmente numa PAZ PODRE a gramarmos-nos pelos filhos. O nosso investimento vai ao nosso corpo que já pouca energia tem porque foi-se deteriorando ao longo dos anos, e das discussões, e vai buscar energia extra á nossa saúde, e a nossa cara enchesse de rugas, e em vez de termos feito um investimento bem feito, em algo que se paga por si só, ainda ficamos devedores e pagamos com a saúde, a tristeza, a falta de vontade de voltar a casa, etc. Ensinamos aos nosso filhos que sofrer faz de nós homens, mas a familia é um acto de amor. O Investimento foi o mais bem feito da nossa vida, porque nos trouxe filhos maravilhosos e como tal, não nos arrependemos nunca (falo por mim) mas resta saber se queremos sofrer a vida toda??

Os filhos não agradecem, e nem tem o direito de exigir algo que é humanamente impossível, e a pessoa dá cabo de si e acaba por padecer e não vai lá estar nem bem, nem mal para os ajudar ao longo da vida.

Pensem nisto

Sempre que tiverem numa situação má, ou se forem colocar numa nova, pensem nela como um investimento bancário e sabem á partida que se esse investimento não se pagar e der lucro não vão deitar o vosso dinheiro fora certo?? é um prejuizo!!

assim funciona a vida e o nosso corpo.

Cuidem-no para serem felizes!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s