aqui pelo campo

O caminho menos percorrido é aquele onde as flores são mais coloridas

Deixe um comentário

Imagem

Uma coisa que quero deixar aqui para quem segue este blog há tanto tempo é que , tal como ontem tomei consciência, há tanto tempo bate nos mesmos assuntos é que, todo este processo demora tempo e exige pratica, ou seja:

Caminhar, serve como exemplo. É algo que eu fazia por fazer, se não fazia não me obrigava, mas quando disso fiz o trampolim para resistir a certas situações porque passava e me obriguei a faze-lo com a regularidade de uma refeição diária, nunca mais consegui deixar de o fazer. Para mim é parte da minha biologia neste momento ter uma hora do dia para caminhar, como tenho uma para tomar banho, ou arrumar a casa.

Pensar é tal e qual, senão vejamos:

Os hábitos de pensamento vêem connosco já de nascença, outros são-nos ensinados e outros captados através dos sentidos, mas há uma sabedoria interior que vem connosco. Todos a trazemos. A intuição, assustadora para muitos. Associada por tempos imemoriais ao lado oculto. Quanto ignorancia!! A nossa arma mais poderosa!

Se nós “começarmos por algum lado”, sem nos deixarmos soterrar pela quantidade mas escolhermos algo para começar, na verdade, se todos os dias fizermos uma ínfima parte, ao fim de um ano temos um percurso trilhado, um pensamento mudado, whatever!!

Na alimentação é igual.

Nos relacionamentos, bem…tanta porrada (desculpem  o termos que não é na sua verdadeira asserção) levamos até aprender que aquilo que mais rege os relacionamentos são o control, o saber marcar os nossos limites, o querermos mudar as pessoas á imagem daquilo que é perfeito para nós, o exigirmos que nos respeitem quando coloca-mos em causa as actuações de terceiros. Tudo isto é uma aprendizagem que demora tanto tempo, mas se de tudo isto se tirar aquilo que levou as coisas a acontecerem e dai se tirar uma lição que se vai pôr em pratica numa próxima vez, não pelo sentimento de revolta (como por exemplo: nunca mais me meto noutra!!!) mas com o sentimento de que isto nos fez crescer mais uns degraus embora tenha sido duro…, tudo ganha novo significado. É como ir para o hospital por doença ou para ter um bebé.

Eu falo destas coisas porque são as minhas lutas diárias constantes, e se houve alturas em que qualquer coisa me atirava abaixo e me bloqueava a nível de trabalho, da disposição diária, sei lá, hoje em dia vendo as coisas deste prima:

De que tudo muda (basta olhar para as estações)

 e que tudo trás em si algo que precisamos no momento certo

…e calem-se os que pensam que digo isto porque nunca passei por situações mais violentas porque infelizmente passei sim, mas foram elas que me serviram de trampolim para perceber que todos temos um caminho a percorrer, que ele tem de ser percorrido quer queiramos quer não. Que não é fácil,  é doloroso, dá vontade de desistir, muitas duvidas surgem, há um incessante voltar atrás, mas no momento certo vem a força e tudo continua em frente e nós já não somos os mesmos, e já não regredimos, e crescemos, e honramos o futuro dos nossos filhos que já não terão como herança coisas que poderiam fazer da vida deles um calvário de frustrações porque já lhes trasmitimos os ensinamentos pelo medo.

Se aprendermos a integrar na nossa vida o poder de algo que só acontece a quem esta em momentos de aperto ou que vai ao Domingo á missa, que é a . Isso passa também a fazer parte da nossa rotina diária tal como comer. Deixa de ser algo de trascendente, e passa a ser o nosso Eu apenas, e passa por nós e pelos outros, porque ao estarmos preocupados com algo, em vez de vibrarmos pela fé no sentido da ajuda ao “coitado”, vibramos pela fé no sentido da força que enviamos para que essa pessoa supere as suas dificuldade, e já não conseguimos passar sem viver para nós e para os outros, sem negligenciarmos o respeito por nós próprios.

Bem…acho que vou pintar. Já deixo aqui algo que é para mim tão verdadeiro como o sangue que me corre nas veias, e sobretudo todas as limitaçãoes que ainda tenho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s