aqui pelo campo

Quiet de Susan Cain

Deixe um comentário

Imagem

Estou a passar os olhos num livro que me diz muito neste momento: Estou a guardá-lo para as férias, mas não lhe resisto completamente.

Quiet de Susan Cain

Depois de ver a sua “exposição” sobre o Poder dos introvertidos no Ted fiquei fascinada e, logo aseguir uma amiga, feita pelo facebook fez-me chegar via Waterstones em Londres o livro da mesma autora.

Estava agora a substituir o prazer o café por duas páginas deste mesmo livro sentada no chão ao sol, e a pensar precisamente que neste momento o poder de entender certas questões que me acompanharam toda a vida está a ser desvendado. Ou seja:

Sempre fui, desde pequenina uma miúda fechada, alguém disse pouco acessível, e tímida por assim dizer.

Susan Cain compara alguns introvertidos com os animais que carregam a sua concha ás costas para todo lado, em função das pessoas que teriam provavelmente a mesma necessidade de o fazer.

Por outro lado, á medida que fui crescendo e sobretudo aí apartir dos 36 a minha personalidade revelou-se bem mais luminosa e a minha necessidade de sair dessa mesma concha pôs á prova tudo aquilo que até aí considerei impossivel de modificar.

Hoje considero-me no meio precisamente, mas aquilo que é mais incrível, eu vou tentar explicar:

Quando estou a desfrutar de tudo aquilo que ao longo da semana adoro fazer sozinha, silenciosa e sem companhia acompanha-me algum sentimento de culpa pela forma como conduzo a minha vida. Claro que se eu asseguir enxotar estes pensamentos e ficar perene de que a forma como conduzo a minha vida apenas a mim diz respeito, imediatamente ele desaparece, mas precisamente, a forma como o faço tem uma tonica na introversão e depois, essa introversão saí cá para fora como uma experiência vivida que preciso de partilhar como estou a fazer agora porque sei que alguém a vai ler e usar no seu intimo.

O silencio da forma como vivo agora é aquilo que mais adoro. Se calhar, se tivesse num meio onde fosse mais vista provavelmente o sucesso a nível de vendas seria maior? talvez não? não sei!! Se calhar se vivesse mais perto da família teria a vida mais facilitada? provavelmente…,mas viver sozinha, plantar, fechar a porta do atelier e pintar o dia todo, sair ao fim da tarde com o meu Mateus, é aquilo que verdadeiramente me faz feliz. Não nego que por vezes conviver me trás algum retraimento por muito que isto possa deixar alguns espantados,  faço em certos dias um esforço de vencer o quanto eu preferiria ficar aqui a pintar sozinha, ou a pendurar a roupa a simplesmente a estar sozinha Ao passar os olhos neste livro percebi essa característica não como um defeito, como sempre senti, mas como uma qualidade acima da já de si, característica pessoal. Ela usa o termo introvertidos paralelamente com o de pensadores e dá como exemplo curiosamente pessoas que no seu silencio, mudaram a historia do mundo:

 J. K. Rowling (O seu discurso em Harvard é o meu ponto de referencia quando preciso de animo)

Elanor Roosevelt ( as minhas quotes favoritas)

Warren Buffet (vi todos os videos dele no youtube á algum tempo atrás…)

Chopin (um fave sempre)

e tantos outros:

Sir Isaac Newton, Albert Einstein, W. B. Yeats, Marcel Proust, George Orwell, Steven Spilberg, Larry Page…

Hoje em dia de uma forma ou de outra na minha solidão, movo imensa gente á minha volta e aos fins de semana procuro ter a casa cheia no mínimo de crianças, mudei muito a minha forma de viver, mas, sobretudo aprendi a conhecer-me, não como um defeito, mas como uma qualidade pois se assim não fosse nunca teria este blog, nunca pintaria o que mais no meu intimo se inflama, e cada dia que passa mais me incomoda a necessidade de falar sem nada dizer de muita gente… e aproposito disto conto um facto curioso:

Ele: Graça (((fala)))..dizia-me o meu ex marido muitas vezes quando encetava numa conversa que começava de manha e terminava á noite ininterrupta

Eu: Não preciso, não sinto necessidade, não sou como tu…respondia eu!! Não sabendo ainda que tinha tanto para dizer, mas preferencialmente por escrito!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s