aqui pelo campo

O gato que meditava…

2 Comentários

Imagem

Vou contar aqui, a propósito do meu ultimo post e da minha decisão de começar a meditar, a minha primeira meditação!!. Para ter piada tenho de contar a segunda também. Descobri que a hora a que me sabe melhor faze-la é a noite, quando a casa já adormeceu e eu adoro sentar-me na cama a pensar antes de adormecer. Já faço isso há anos!! Acho que já meditava de alguma forma ao trabalhar porque me foco de tal forma naquilo que tenho de fazer ultimamente que já andava a sentir a minha cabeça assim para o tranquilo. Nunca tinha visto as coisas assim, ou seja, a terapia ocupacional é uma óptima forma de desviarmos a nossa atenção de coisas desagradáveis de nos turvam o pensamento. Enquanto andar a pé me faz pensar, trabalhar faz-me desligar.

Pois a minha primeira meditação foi por isso de algum modo fácil porque primeiro a minha cabeça funciona muito mais por imagens que vem e vão do que por distrações de pensamento. As imagens muitos vezes são quase reais e sei que são situações de certa forma reais por onde a minha cabeça “viaja” ou talvez o meu espirito, mas quando elas veem eu volto á minha respiração e retorno a casa. Procurando uma posição confortável, marquei 5m no despertador com medo de me perder rapidamente a pensar em tudo menos no que devia que é, NADA!! e eles passaram sem eu dar conta. No segundo dia igual e melhor, e no terceiro já não pus o despertador e despertei sozinha. Em todas elas um ponto comum. O meu gato mal começo imediatamente se vem deitar em cima dos meus pés. Como tenho lido ultimamente sobre gatoterapia pela insistência dele em querer vir para o meu colo, coisa que nao é comum, cheguei á conclusão que de alguma forma ele estava certo de que algo dentro de mim precisava da ajuda dele,  passados poucos dias passei a noite na urgencia do hospital, felizmente com nada de grave, resultante de uma dor na zona de …bexiga! Ora lá está. Se nunca leram sobre gatoterapia, sendo que muita gente tem gatos acho que pode ser uma viagem interessante.

2 pensamentos sobre “O gato que meditava…

  1. Greça acho que tem razão á cerca da gatoterapia, eu tive um Nico preto, que adorava mas chegou a hora de partir ede quando,em quando dou comigo a chamalo ou a falar com ele penso que me fez muita falta.

    • A gatoterapia é do tempo dos Egipcios que entendiam as leias da natureza muito melhor do que nós hoje em dia que fomos cortando os laços com ela…infelizmente. Tem de arranjar outro Maria!!! Um beijinho grande*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s