aqui pelo campo

O que me trás o Facebook, uma Oração Irlandesa, e as cores das férias

4 Comentários

Untitled

Estas férias tem-me dado tempo de pensar em muitas coisas, umas mais importantes, outras mais banais e tendo estado mais tempo a ver coisas que gosto e a ler assuntos que são importantes para mim tenho dado conta que quando chegamos ao facebook logo pela manhã somos invadidos pela tristeza imensa que percorre este mundo de lés a lés, desde crianças mal tratadas e terrivelmente deformadas, até animais abandonados, politica do descontentamento e sobretudo a pequenos textos publicados por muitos que tanto nos puxam para cima até ás nuvens, como de repente outros ao lado que nos atiram de “escantilhão” contra uma parede e nos dizem que quem visita o nosso facebook ás escondidas são, os nossos piores inimigos, os invejosos, os f. da p…ta. Fico francamente numa dualidade matinal. Sabendo que somos feitos em perfeito equilíbrio de polaridades, e que tudo na vida é uma opção, e usop um exempºlo muito simples, uma porta que de uma lado dos Entrada e do outro diz Saida e se escolhemos uma banimos a outra, e assim em tudo na vida, venho aqui deixar-vos um texto escrito por um senhor que admiro muito pela sua forma de ver a vida. Bryce Courtenay
Melhor dizendo, identifico-me muitíssimo.

P1010428

Curiosamente e tal como ele passo a vida a ouvir “Graça, és demasiado transparente, dás muito, esconde, tem cuidado, este mundo é do piorio, está gente á espreita, cuidado com a inveja”(Não descurando o carinho de quem me avisa) mas na verdade quando penso,”talvez tenham razão…” quando enveredo por esse tipo de maneira de ser, vivo completamente infeliz. Acredito na generosidade, acredito que todos temos lutas, algumas similares, adoro a intimidade e aquilo a que chamo, “um jardim secreto” mas também adoro a frontalidade de viver sobre aquilo a que sou grata e que “não paga imposto” a transparencia e a amizade verdadeira!! Por isso deixo aqui este texto que traduzi agora de manhã e sobre o qual adormeci ontem á noite na busca de uma direcção naquilo que realmente é importante para mim. 

P1010435

“Sabedoria é uma coisa muito especifica. Não tem a ver com o cérebro. Não é um acumular de sabedoria. É sobre ser decente. E, deixem-me explicar o que quero dizer com “ser decente”. Se pudermos ser generosos e simpáticos em vez de ser uns f. da p. no final funciona melhor. As pessoas sempre me disseram “Brice és demasiado bom, demasiado transparente”. Sei que isto parece terrivelmente presunçoso, mas se pudermos ser agradáveis, simpáticos, verdadeiros e transparentes – vamos estar conectados, mas isso é certo!!! No percurso longuíssimo da minha vida de 75 anos, é uma viagem melhor e no final ganha-se muito mais: mais amigos, mais oportunidades, mais vida, mais alegria, mais carácter. É uma coisa curiosa porque o mundo á nossa volta ensina-nos a ter atenção com este tipo de comentários “Tem cuidado, põe-te sempre com um pé atrás, desconfia, não mostres, esconde, fecha bem as portas, podem estar a querer dar-te a volta…” e eu sempre disse “Mostrem-me, mostrem-me o que venha a ser tudo isso.”
…”Acordamos de manhã e pensamos “O que fiz eu mal ontem que possa ser melhorado hoje”. Nós somos o nosso próprio paradigma, e se alguém me pedisse para eu dizer uma palavra sem ser generosidade como parte integrante na forma de sobreviver eu diria “Persistência” Nunca mas nunca desistir, NUNCA! A vida é como subir uma montanha, não como, fazer uma corrida. É como trepar uma montanha muito íngreme, e com os nossos dedos a segurar apenas,e na subida, vamos ouvindo ruídos, pessoas que vão caindo. Aquele que aguentar mais tempo é o que ganha, não é chegar á meta e cortar a fita. Não é acerca do heroísmo, é acerca de aguentar e persistir nos nossos princípios, e na tua forma de ser e naquilo em que acreditámos. Muitos de nós desistem cedo demais. Falhar é absolutamente essencial á vida. Se nunca falharmos como podemos ser bem sucedidos. Falhar ensina-nos aquilo que não sabemos, é essencial. Se permitirmos que a nossa vida, vá por caminhos incertos, que envolvem risco, claro que no caminho vamos ter quedas, atropelos, mas é o nosso caminho! É o caminho em que sabemos que no final nos ensinas algo. “
Livro WISDOM na participação de Bryce Courtenay

P1010460

end of the day at the beach

end of the day at the beach

Homemade bread

ReadingMe and him

Cant stay doing nothing

Watercolour in vacation

Watercolour in vacation

Watercolour in vacation

Watercolour in vacation

P1010582Kids Sintra

Oração Irlandesa
Trabalha com vagar- é o caminho para o êxito.
Pensa com vagar- é a fonte do poder.
Brinca com vagar- é o segredo da eterna juventude.
Le com vagar- é a base da sabedoria.
Sé simpático com vagar- é o caminho da felicidade.
Sonha com vagar- é a maneira de atingires as estrelas.
Ama e se amado com vagar- é o previlégio dos Deuses.
Olha com vagar- o dia é pequeno demais para ser egoista.
Ri com vagar- é a musica da alma.

Watercolouring on the beach

4 pensamentos sobre “O que me trás o Facebook, uma Oração Irlandesa, e as cores das férias

  1. Olá Graça,Eu voltei a desativar a minha conta de facebook (pela 3º vez). A Graça era uma das amigas que tinha, e gostava muito do que partilhava, mas já não suportava saber das invejas do mundo… continuo a segui-la por aqui e a ler estes seus posts que gosto tanto.beijinhos e obrigada por partilhar pensamentos tão positivos🙂

  2. Gostei muito deste texto, Graça.Posso acrescentar que, se gosto de si, isso deve-se à sua transparência.Quando nos expomos aos outros estamos a partilhar a nossa alma. E a nossa alma só pode ser bela porque é única. Quem não reconhece este privilégio não é um amigo de verdade. A partilha daquilo que somos torna-nos humanos e mais próximos de quem se aproxima por bem. Só o faz com tanto à-vontade quem é confiante e tem o peito aberto prá vida.Mas o erro não é de quem se expõe. Será sempre essa pessoa não-digna da nossa alma quem entra em erro, ao se aproveitar do que partilhámos honestamente. Mas esse alguém apenas permanecerá na nossa vida por um curto período de tempo.Eu, sendo uma pessoa mais reservada, tenho mais dificuldade com esta abertura… é uma porta que vou abrindo aos poucos; à medida que sinto segurança para o fazer. Protejo-me por um lado mas perco por outro. Perco possibilidades de encontros genuínos.Para mim, a transparência é o que permite um encontro genuíno.Um beijinho grande e continue a ser genuína e transparente.

  3. Tessa eu é que gostei muito deste bocadinho!! Agradeço este comentário porque mostra alguem bem acordado para vida .Um beijinho e volta sempre*

  4. Amora muito obrigado tambem…um beijinho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s