aqui pelo campo

Só me conheço como sinfonia (Fernando pessoa)

Deixe um comentário

Finding the house of my goals

Se tivesse que comparar uma casa a uma musica, a casa dos Saleiros seria comparável á “Berceuse” de Chopin (Opus 57). Sigam esta visita ao som desta musica lindíssima pois é com ela que o escrevo.
Um Domingo de memorias e recordações foi o que mais me ficou. Sempre me impressionou ver uma casa antiga triste e só porque se outrora se viveu lá dentro intensamente, se se amou, se se fizeram filhos, se suou, se entristeceu com a ilusões da vida, ou as perdas ou a doenças, se festejaram Natais em família plenos de gargalhadas e rangeram as madeiras em noites de insónia, esta casa é a típica casa em que nela um mundo girou. Tudo tem uma função, todos ajudavam contavam as historias de uma avó que não gostava de ver ninguém parado. Exigente, trabalhadora, feminina. Recordações de chouriços e pingue, presuntos em ganchos pendurados no tecto, uma cozinha que assim ficou intacta, linda, genuína como tudo nesta casa. O corredor marmoreado, as portas que confinam com, quartos que escondem, mobílias antigas agora ao pó. Tectos trabalhados num primor de detalhe, escadas que esventram a casa e nos levam a contos de fadas, janelas em bico que me arrepiam ao ver a paisagem que, de uma casa sempre sonhei, campos de milho. Roupas e louças, e carroças grandes e pequenas, cavalariças, tudo ali se viveu, muito vinho se pisou, com mais ou menos dificuldade é o que, de quarto em quarto, sinto silenciosa enquanto as anfitriãs descobrem memórias que já lá vão, cartas de amor e postais de casamentos, ganchos que saiam ás festas e fundos de armários onde alguém escondia os valores.
Um sonho que perfaz o meu e que em tudo me encantou. Obrigado!

Finding the house of my goals

Tudo aqui parou no tempo. pararam as idas ás feiras, os banhos nos tanques, os namoricos escondidos na janela que dá para a rua, fecharam- se as portas verdes, cruas, lindas. Esvaziaram as arcas enormes e as pipas estão mudas. empilham-se garrafas de tempos de fartura, foram-se os cavalos, e os vestígios de todos o detalhes de vida que aqui e ali populavam esta quinta, outrora amarela e vermelha que mudou com as modas mas manteve a sua imponência como uma montanha que nos mostra apesar de tudo a sua força e a sua paz.

An amazing houseAn amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing houseAn amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing houseAn amazing house

An amazing houseAn amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing houseAn amazing house

An amazing house

An amazing house

An amazing houseAn amazing house

An amazing houseAn amazing house

An amazing house

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s