aqui pelo campo

O voo da vitória

1 comentário

DSC04883DSC04796
Bom dia
São 7,55 da manhã. Ontem deitei-me “cedo” (para mim…) e hoje acordei óptima e estou aqui a dar-vos os bons dias com um tema que é muito pertinente e para vos ensinar uma coisa simples e gira. Ensinar sem pretensões!!
Estando eu nos meus 45 anos, salientando que é uma altura da vida que adoro desde os quarenta, que me permitiu ter força para dizer e banir da minha vida toda e qualquer situção que desde a adolescência me “atrofiava” e que no caso de muita gente serão tal como eu, silêncios quando discordamos, viver para os outros mais do que para nós próprios, calar para não incomodar, calar e comer, não valorizar aquilo que tenho de mais genuíno, não viver pelo meu coração, …ficava aqui ainda mais tempo, mas acho que o essencial já esta dito. Os quarenta, para quem está a passar por eles permitem-nos dizer: “Não te pedi opinião, a vida é minha..PONTO!!” ou “Não gostas, olha azarito!!”
Sabiam que em cima dos vossos rins tem duas glândulas do tamanho de um polegar que se chamam Supra-Renais e que tem uma função importantíssima no bom funcionamento da nossa vida física e emocional. São os nossos pára-choques!! Quem percebe destas coisas terá muito mais a dizer-vos do que eu, mas hoje li uma técnica muito simples de, nesta fase dos 40 em que começa a segunda parte da vida das mulheres e no meu interpretar a sabedoria, a ligação mais do que nunca á intuição e ao poder interior, ui meu Deus…é incrível de facto. Na nossa sociedade de tristes (desculpem-me o termo) habituamo-nos a tratar uma mulher idosa com o carinho quase infantil mas retirando-lhe o valor superior que ela tem de camadas e camadas de saberes . Nas culturas índias e indígenas começa por ser o mais importante e mais respeitado membro da comunidade, aqui relegamos essas senhoras a lares de terceira idade. Muitas vezes por falta de tempo para cuidar como deve ser, mas muitas vezes também abandonando-as nesses ditos lares como sei de casos, pois tenho uma amiga e pessoa muito especial que é dona de um e que me conta com tristeza casos desses.
Conhecem a historia da águia?
A águia é a ave que possui maior longevidade da espécie. Chega a viver setenta anos.
Mas para chegar a essa idade, aos quarenta anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão. Aos quarenta ela está com as unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar suas presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil!
Então a águia só tem duas alternativas: Morrer, ou enfrentar um doloroso processo de renovação que irá durar cento e cinquenta dias.
Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher num ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma parede até conseguir arrancá-lo.
Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E só cinco meses depois sai o formoso voo de renovação e para viver então mais trinta anos.
Em nossa vida, muitas vezes, temos de nos resguardar por algum tempo e começar um processo de renovação. Para que continuemos a voar um voo de vitória, devemos nos desprender de lembranças, costumes, velhos hábitos que nos causam dor.
Somente livres do peso do passado, poderemos aproveitar o resultado valioso que a renovação sempre nos traz.

Esta historia é o exemplo exacto daquilo que muita gente vive a uma determinada idade.
Então aqui deixo o exercício e que consiste em re-equilibrar as funções das supra-renais que tem como capacidade a produção de hormonas como a adrenalina, que potencia a reacção “Lutar-ou-fugir” do organismo, o cortisol, e a DHEA. O equilíbrio permanente entre o cortisol e a DHEA é especialmente importante para a criação diária de saúde
O cortisol nas quantidades certas, aumenta a resistência e a capacidade do organismo.
*Estimula o fígado a converter os aminoácidos em glucose, um combustível básico para a produção de energia
*Combate as alergias e inflamações
*Ajuda a regular o humor e a manter a estabilidade emocional
*Estimula a produção de glicogenio no fígado para armazenagem de glucose
*Mantém a resistência á tensão de infecções, lesões físicas, traumas emocionais, extremos de temparatura, etc..
*Mobiliza e aumenta os ácidos gordos no sangue para serem utilizados como combustível para produção de energia.
Este tema estende-se muito e é muito interessante perceber desta forma a maquina perfeita que somos e valoriza-la e aqui deixo um site onde se podem inspirar sobre todos esses assuntos numa ligação entre o físico e o emocional que já não pode ser tratado de outra forma

Programa de recuperação Supra-renal
Recarregar as baterias com o poder do pensamento e emoções.
Aqui fica uma técnica adaptada  a partir do trabalho do instituto  das Matemáticas do coração , em Boulder Creek, na Califórnia.

Quando se encontra sobre tensão ou se sente receosa, culpada, ansiosa, ou zangada, faça o seguinte:

1, Para e observe o seu estado emocional
2, Identifique o que a incomoda , mesmo até escrevendo
3,Concentre-se na zona do seu coração (ponha lá a mão se a ajuda a concentrar-se)
4, Desvie a sua atenção para um acontecimento, pessoa ou evento da sua vida alegre, engraçado ou revigorante, e passe alguns momentos a imaginá-lo
5, Traga á memória qualquer coisa que lhe permita sentir amor, ou estima incondicional. Agarre-se a esse sentimento durante 15 segundos ou mais (ajuda colocar a mão sobre o coração)
6, Repare como foi capaz de se desviar da espiral de negativismo em que se tinha deixado envolver.

Quando executa os passos acima referidos, transforma automaticamente as emoções exaustivas naquelas que lhe recarregam as baterias. Os seus níveis de cortisol e adrenalina estabilizam e a  DHEA aumenta. Isto requer pratica, mas se aprender a fazê-lo varias vezes ao longo do seu dia, conseguira recarregar as suas baterias com a força dos seus pensamentos e percepções.

Um pensamento sobre “O voo da vitória

  1. Obrigado Graça, foi bom ler tds estes ensinamentos. Fiz copy page, para o meu arquivo Words, das suas coisas q quero reler, qd me apetece ir meditar nas suas palavras. Mais uma vez mt obrigada. Bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s