aqui pelo campo

Aquilo porque me pauto…Uma questão de perspectiva

Deixe um comentário

Rosemund Pilcher

Escritora reconhecida internacionalmente, serviu na marinha feminina real durante a segunda guerra mundial.
Ordenada pelo imperio Britanico em 2002.
Começou a escrever em 1951 sobre o pseudónimo de Jane Fraser e quatro anos mais tarde pelo seu próprio nome.
“The shell seekers” chegou á lista dos best-sellers do NYTimes, e dos livros dela foram feitos vários filmes e programas televisivos.
Tem neste momento 88 anos.

Link para o livro

Passo a escrever aqui a definição dela de sabedoria que entre todas as outras que já li muito me diz. Espero que vos faça eco também!!

“É bom para as crianças que tenhamos uma ocupação que não seja apenas passar a ferro, lavar e cozinhar,  o que toda a vida fiz. Não estou a recriminar-me ou a desvalorizar a tarefa, mas trazer “coisas” e pessoas interessantes para casa, sair e viver situações, “coisas” e pessoas interessantes e, voltar para contar é um lado totalmente novo para a vida e o crescimento de uma criança.

Todos os homens idosos que chegaram a uma idade avançada e ainda fazem filhos, são todos homens muito criativos, não são? Picasso, grandes escritores, Augustus John, que foram ainda viver as suas vidas ao máximo e ter casos amorosos…é muito, algo que tem a ver com o facto de se ter um enorme poder criativo, e saber que eu consigo fazer as coisas que, raparigas da minha idade – mulheres da minha idade – já não fazem há séculos.. Eu ainda caminho todos os dias com os meus cães, saio muitissimo ao longo do dia. Quando vou a algum lado guio o meu carro. Tenho a certeza de que tem a ver com o fcato de eu não ter ido pelo caminho de ficar presa a uma cama ou sofá a dada altura da minha vida.

Temos uma actriz maravilhosa Thora Hird, que era uma rapariga do Norte, uma belissima actriz. Acabou numa cadeira de rodas, penso, mas esteve optima interiormente até aos seus 90 anos e ainda a trabalhar. Alguem lhe disse “Você está maravilhosa Thora” e ela respondeu “Você não pára de fazer as coisas porque envelhece…envelhece porque pára de fazer as coisas, é tão simples como isto”
….

Imaginem que viajam num barco em classe económica, e olham para as pessoas que vão em primeira classe e pensam “Meu DEus, estou neste deck aqui ai frio quando devia era estar ali super confortável e a divertir-me”, mas se o barco der uma guinada e nós formos atirados borda fora, aquele DECK nessa altura seria o céu para se estar. Tudo tem a ver com o ponto de vista. é tudo uma questão de perspectiva”

(eu nos meus quarenta e cinco anos salvaguardo aqui a minha opinião no sentido de que, se estiver numa situação em que eu olhe e não conseguir mudar a prespectiva porque ela é assustadora seja qual for  o lado para que eu olhe e, se mesmo sabendo que se me atirar borda fora o percurso é assustador mas existe a possibilidade de melhoria e paz e permanecer naquele “deck” com muitas prespectivas que eu tente ver é o meu fim lento, eu salto borda fora!!)

O livro que tenho na minha mesa de cabeceira que esta semana resolvi voltar a ler e, acreditem numa prespectiva bem diferrente e não menos importante do que quando o comprei.

Wisdom de Andrew Zuckerman é imperdível!

Deixo uma entrevista que a nivel de audição não esta muito boa, mas façam uma escapadela ao vosso Domingo, ponham uns headphones e ouçam com atenção o que Rosemund Pilcher diz porque é muito esclarecedor embora simples.

The shell seekers fantastico filme (movie traliller)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s