aqui pelo campo

Mantermo-nos educáveis*

Deixe um comentário

DSC04516

Começo a minha manhã de Sábado a fazer e a pensar, atendendo ao momento de vida que estou a atravessar, precisamente aquilo que encerra o livro de Christiane Northrup que tantas vezes já aqui aconselhei e que já tantas vezes dei o nome! Não podia deixar de publicar aqui o que estive a ler, uma vez que acho ser super importante para toda e qualquer pessoa em qualquer momento da sua vida.
Sigam-me então!

“Se alguma vez quisermos criar segurança para nós no mundo exterior, temos primeiro de criar segurança dentro dos nossos próprios corpos. Se quando nos despirmos para ir dormir olhamos para o espelho e nos massacramos devido ao tamanho dos nossos seios ou por causa da celulite, então não estamos a percorrer o nosso caminho. Não estamos seguras connosco mesmas. Se não conseguirmos criar um espaço dentro de nós para os nossos próprios corpos- a forma, o tamanho, as suas funções naturais e o seu peso- se estamos constantemente a rebaixá-los, deixando-os á fome e enviando-lhes mensagens desfavoráveis, como é que alguma vez podemos esperar que alguém do exterior crie saúde por nós? E mesmo que o fizessem, ainda andaríamos por aí com o nosso terrorista interno!
A verdade é que só nos podemos mudar a nós mesmas, a mais nada e nem ninguém! Isto é uma boa noticia- significa que não temos de esperar que alguém faça isso por nós. Uma amiga deu á filha uma T-shirt  que diz “E só o príncipe encantado nunca aparecer?”. Que pensamento! Na verdade, que alívio! Depois de séculos em que nos foi ensinado que alguém podia, devia e iria tomar conta de nós , agora temos a oportunidade de tratarmos de nós próprias- todas juntas.

O panfleto distribuído pelo Bosten Woman´s Fund diz na capa “As pessoas por quem temos esperado somos nós próprias”

Não se sente logo uma energia depois de ler isto? Podemos começar a salvar-nos já. Podemos começar a viver as nossa vidas já.


Quando mudamos por dentro, deixando-nos sentir e reconhecer as nossas emoções feridas há muito camufladas, bem como as esperanças e sonhos que temos para nós, para as nossas famílias e para o nosso mundo, as condições da nossa vida mudam exteriormente. Trabalhar com o objectivo de alcançar mudanças sociais tem de andar de mão dada com o desejo de tratarmos, dentro de nós, todas as mensagens interiorizadas de culpa, de duvidas pessoais e de ódio a nós mesmas, que estão codificadas nas nossas células.Se não o fizermos, as nossas acções nascem de zonas doentias do nosso interior e muitas vezes dão origem á polarização e sofrimento. Ser guiado pelo espírito significa viver em contacto com a nossa orientação interior. Oiça com atenção. O que é que precisa de fazer a seguir? Parar por algum tempo pode ser a melhor forma de tratar ou de curar. Talvez não haja nada que precise de fazer agora. Não há nenhuma “forma certa” de tratar do seu corpo. O mesmo acontece em qualquer área da sua vida. Tem de descobrir o caminho por si mesma. Emerson escreveu um dia “A essência do heroísmo é a autoconfiança”. A Autoconfiança é mais do que essência do heroísmo. é também a base para confiar na nossa intuição e na mensagem de tratamento das nossas células. Decifrar a mensagem genuína do nosso ser mais profundo (e das células) não é tarefa fácil. Na verdade é um trabalho de heróis.
É preciso coragem para aprender a respeitar-se a si e ao seu corpo, independentemente do quanto foi ferida, do seu peso actual, da pessoa com quem está casada ou da sua preferência sexual. As mulheres cujas historias partilhei neste livro consigo, são mulheres vulgares, são mulheres em tratamento. As suas histórias são história de feridas e tratamentos mundiais. Estas mulheres são os meus heróis.
O autotratamento é um processo altamente individual. Implica um desarmamento pessoal, recusando estar mais tempo em guerra com uma parte do seu corpo, que está a tentar dizer-lhe alguma coisa.

Uma das minhas pacientes, com cinquenta anos e membro dos Alcoólicos Anónimos, resumiu isto magnificamente.

“Todas as manhãs rezo para que a determinação faça o que tem a ser feito. E também rezo para me manter educável. Houve fazes na minha vida em que ninguém me podia ensinar nada. Achava que sabia tudo. Nunca mais quero ficar assim”


Comprometa-se a viver os seus sonhos- um dia de cada vez. Este é o processo necessário para tratar as nossas famílias, as nossas comunidades, e o nosso planeta. Agora pode seguir em frente, ir dormir uma sesta, cuidar de uma criança, sentir o sol na cara ou saborear uma refeição devagarinho, sabendo que o próximo passo para o tratamento e para viver com alegria já lá está, á espera que o oiça, á espera de nascer para o mundo.”

PA152866

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s