aqui pelo campo

Até uma pessoa estar comprometida*

3 Comentários

DSC06216DSC06215

A minha vida está neste momento em tantas remodelações que, nestes dias tenho sentido necessidade de recuperar das minhas leituras que estiveram desligadas por uma semana inteira, descanso que achei necessário para pôr as ideias novas no seu devido lugar. Acredito hoje e muito, naquilo que vi no Eat Pray and Love, quando o Texas dizia á Liz “Tem cuidado com o que pedes que é certo que consegues” …em tempos e, não há muito tempo, fiz uma lista …longa, de tudo aquilo que mesmo aparentemente impossível sería o ideal para mim. Pensei com pormenor e sem medos e guardei essa lista. Não tardou muito a toda ela se enredar na minha vida para grande espanto meu. Com alguns ajustes de tempo acho que lá chegarei e passei a acreditar muito mais em certas coisas que apenas ouvia sem dar grande crédito.

Este Verão li sempre na beira rio coisas muito importantes e me ajudaram a tomar decisões igualmente importantes e que, a longo prazo me vão trazer a calma e tranquilidade que necessito para chegar ao final do dia isenta de ansiedades e angustias. Para lá caminho com foco e objectividade.
Pelo simples facto de que acho que é da maior importância ter acesso áquilo que, de outra forma se calhar nos está vedado, senda essa a razão pela qual estão aqui a ler o que escrevo vou deixar aqui alguns tópicos que vou desenvolver tranquilamente ao longo deste blog. Fiquem comigo, pode ser-vos útil.

Doze passos inpirados nas doze leis dos alcoólicos anónimos, revertidas a favor de qualquer um que queira atribui-los á sua vida diária.

Passo um:
Esclareça a sua história.

Porque não pegar num bloco, e escrever a nossa historia de vida… de nós para nós! Importantíssimo, verificar que, com toda a honestidade deitamos cá para fora informação valiosíssima sobre vidas que nos influenciaram, pessoas que nos marcaram, eventos que nos mudaram. Tudo escrevam. Sejam 100% verdadeiros com vós próprios e aseguir guardem para mais tarde reler.
Problemas familiares, doenças, doenças familiares, comportamentos padrão, coisas que verbalizamos…tudo! Nus e crus!

Passo dois:
Classifique as suas crenças

Pensar o que somos, que hábitos temos, em que é que acreditamos, porqué?… o que aprendemos com os nossos pais e que nos marcou profundamente, que sonhos acalentávamos quando crianças…o que temos como certo, os problemas dos outros estão antes dos nossos?? entender que os nossos pensamentos alteram a nossa saúde física. Qual o seu objectivo de vida? Está a segui-lo?? Preenche as suas necessidades mais intimas? Aprecia regularmente as suas capacidades , os seus talentos e aquilo que alcançou?

Passo tres:
Respeite e liberte as suas emoções

As emoções são parte vital da nossa orientação interior, são nossas… e temos de as assumir e dar-lhes atenção. Temos de aprender a senti-las e libertar os juizos que delas fazemos e, sentirmo-nos gratos pela sua orientação interior. Elas mostram-nos como estamos a direccionar a nossa energia vital.

Volto aqui a Eleanor Roosevelt que dizia que “ninguém, pode fazer-nos sentir irados ou tristes sem a nossa permissao”

Valorizo hoje muito a raiva, porque me fez observar que algo não estava bem e rapidamente, assim que encontrei forças me pus na estrada certa e ela nunca se transformou em ressentimento. Tudo isto são coisas que nos fazem mover, viver, e sentir tudo, de uma forma correcta para cada um de nós.

Passo quatro:
Aprender a ouvir o corpo

Aprender a perceber  o nosso ritmo cardíaco ante determinadas situações, perceber porque há partes do nosso corpo que gostamos mais, e outras menos e analizar os porquês! quando temos uma dor, um mal estar, analizar o que pensavamos  antes dessa dor aparecer ou o que vivenciamos, e fazer um gráfico, perceber o que é padrão na nossa saúde. Procurar toda a informação nesse sentido.
Asma por exemplo, o que a desencadeaou a nível emocional. O que vivemos na nossa vida e ambiente familiar faz-nos ter certos problemas de saude, ACREDITEM SE QUISEREM, CABE-VOS A VOCES EXPLORAR.

Passo cinco:
Aprender a respeitar o seu corpo

Os cansaços, a fome, o sono, aquelas coisas que as crianças fazem instintivamente, sem atrasar e nem questionar e que nós teimamos em não respeitar.

Passo seis:
Reconhecer um Poder Superior ou Sabedoria Interior

As nossas crenças, as nossas fés, os nossos ícones, a nossa fabulosa intuição e as mensagens e avisos que nos dá. Capitulo longo e altamente interessante, pode mudar muito a vida de muita gente se correctamente explorado e respeitado. Cada um sabe as suas! Ninguem “arrebita cachimbo!!”

Passo sete:
Reclamar a plenitude da sua mente

Ouvir os nossos pensamentos e respeitá-los, respeitar a nossa inteligência e sagacidade, saber valorizar estas características que todos temos. Interpretar os sonhos.

Passo oito:
Obter ajuda

“Pedir ajuda não significa que somos fracos ou incompetentes. Uma tal atitude indica geralmente um avançado nível de honestidade e Inteligência”
Anne Wilson Schaef

Passo nove:
Trabalhe com o seu corpo

Usar das terapias que achamos necessárias para melhorar o nosso nível físico e emocional.

Passo Dez:
Recolher informação

Ler, explorar, escrever, reler, avançar.

Passo onze:
Perdoar

Algo muito mais complexo do que aquilo que se possa imaginar, e de uma importância vital para o bom seguimento das nossa vidas e relações,  totalmente desacreditado este processo tem-se revelado altamente curativo

Passo doze:
Participe activamente na sua vida.

“Acredite em si. Alguém tem de ter a iniciativa”
Frase encontrada numa embalagem de chá de uma conferência sobre a auto-estima!

Estes Doze passos estão fantásticamente desenvolvidos no segundo capitulo do livro de Christine Northrup
“Corpo de mulher , Sabedoria de mulher”

DSC06228
DSC02691

“Até uma pessoa estar comprometida, há Hesitação, a hipotese de voltar atrás, sempre a ineficácia. No que diz respeito a todos os actos de iniciativa (e criação), há uma verdade elementar, cuja ignorância destrói imensas ideias e planos esplendidos: no momento em que nos comprometemos defenitivamente, a Providencia também entra em acção. Acontece todo tipo de coisas que nunca aconteceria. Desta decisão resulta uma serie de acontecimentos, fazendo surgir a favor da pessoa todo o tipo de incidentes, encontros e ajuda material que nenhum homem (nem mulher) podia sonhar vir a encontrar.Seja o que for que possa fazer, ou que sonhe poder fazer, comece-o. Ser arrojado contem em si genialidade, poder e magia. Seja-o agora”



Goethe

3 pensamentos sobre “Até uma pessoa estar comprometida*

  1. Meu Deus quanta verdade…como estava precisando ler isto….Mto obrigada por compartilhar…Adoro andar por aqui…Bjs.

  2. Muito grata por ter vindo aqui parar novamente! Um acaso que se confirma fazer todo o sentido… Já encomendei esse livro da Dra. Christine porque percebi ser o livro que sempre procurei ler e, curiosamente, vem numa altura tão importante da minha vida… Obrigada pela partilha, boa sorte para a procura!

  3. Graça! você sempre me inspira. obrigada!! mais uma vez.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s