aqui pelo campo

Falar pelo coração*

2 Comentários

Chegada ao campo / Arriving on the countryside
Boa noite.
Depois de uma longuíssimo dia campesino, de muitas entradas e saidas, venho aqui de propósito antes de me ir deitar, hoje que o corpo pede, deixar uma comentário que me foi feito, daqueles que não podem deixar de ser aqui publicados, pelo carinho, pelo tempo que a pessoa me dedicou e por essas e muitas outras razões aqui fica o meu mais sincero agradecimento.

Olá, Graça! Sigo o seu blog e trabalho há já algum tempo. Hoje, resolvi deixar umas palavras para dizer que ADORO! Adoro o que faz, a sua arte, a sua estética,… e invejo a opção de vida que tomou! Apesar de morar no Estoril, tenho uma grande costela de mulher do campo (minhota) e revejo-me em muitos dos seus comentários. A propósito do post anterior, gostava apenas de comentar que não é a vida que é exigente e obriga… nós é que somos exigentes com a vida! Queremos tudo – ter a casa sempre linda (e renovada), o jardim a florescer, a família a crescer educada, feliz e saudável, sempre tudo com o maior gosto e arte. Queremos trabalhar bem e muito e fazer coisas SEMPRE maravilhosas… só assim nos realizamos. Somos exigentes e depois dizemos que a vida é madrasta. Percebo perfeitamente! Eu digo e faço o mesmo. Eu lamento imenso o dia só ter 24 horas. É pouco, muito pouco. Nunca faço tudo o que quero. Achei que partindo para o campo, no seu caso, tudo fosse bem diferente… mas a cabeça é a mesma e o coração também. E quem GOSTA de trabalhar, quem gosta do que faz, não consegue evitar o “turbilhão” – o turbilhão de ideias, de projetos e de atividades a que nos propomos diariamente. Ainda assim, aí deve estar-se melhor do que aqui. Parabéns pela vida que leva… frutífera, como os mora
DSC09293

2 pensamentos sobre “Falar pelo coração*

  1. Beeemmm… não pensei que fosse um comentário tão válido! Fico muito contente pelo feedback! (Só falta o resto da frase "como os morangueiros")Na realidade, é uma opinião muito sentida e, se calhar por isso, chegou onde e quando tinha que chegar. Continuaremos em contacto. Beijinhos!Ah! E como encerrei o meu blog, fica aqui o site do meu atelier, para não ficar tão anónima: http://www.nosnalinha.pt

  2. Ah! E não era para agradecer. Eu é que agradeço a porta aberta pela qual (quase todas as noites) entro e me distraio da minha própria lufa-lufa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s