aqui pelo campo

Preparar as nossas filhas*

1 comentário

DSC00971

Resolvi sentar-me cá fora, depois de longas tarefas e uma grande caminhada solitária.
Acordei de manhã cedo e resolvi que o dia ia ser Domingo! Domingo com uma hora para meditar a caminhar, a lavar o carro que, fora e dentro rejubila de ter rejuvesnecido. Domingo de almoço e silêncios. De não deixar de opinar para não estragar o Domingo dos outros. Domingo desta paz, cujo vento me envolove cá fora.
Estou a estudar algo que nunca pensei ser tão fabuloso e rico de informação.O CICLO MESTRUAL por Christiane Northrup. Lembro-me de estar no antigo Pão de Açúcar com a minha mãe, quando lhe comuniquei que algo de estranho se estava a passar comigo, ao que ela me disse que, eu já era Mulher! Lembro-me dos olhares debochados dos miúdos do ciclo, ávidos da sua sexualidade verdejante perscrutarem as camisolas daquelas que, ainda meninas com  medo, escondiam os altos que seu peito aflorava. Não tenho filhas e por isso passo esta informação a quem, me segue e, as tiver.

Estou aos 44 anos e,  pela primeira vez na minha vida a celebrar a minha sabedoria interior. Tenho um bloco onde anoto, os meus ciclos ( algo que nunca fiz!!), as luas, e os meus humores em cada fase do mês, bem como aquilo que de repente sinto imensa vontade de comer antes do ciclo mestrual. Informações válidas nascem com o nosso corpo. O SPM (Sindrome Pré Mestrual) e a sua informação premente. O que nos faz ficar irritadas e chorar de um momento para o outro como se não fossemos donas dos nossos corpos, é aquilo que de mais profundo em nós está por resolver. Os nossos assuntos a precisar de solução, á que lhes dar ouvidos. Muitas vezes uma solução apresentada, mudança de vida ou a simples consciencialização, faz com que o nosso corpo acalme e se cure de duvidas.
Eu, em mim noto que é latente, quando numa determinada altura do mês me irrito de ânimo leve, por andar a “arrumar” aquilo que é dos outros, tarefa infindável de falta de respeito por mim própria. Ter as costas largas nestas alturas faz-nos perder o equilíbrio e ponderar mudanças que precisam de ser feitas se disso temos consciência.
Acho o máximo ter aprendido tudo isto em tão pouco tempo depois de anos em que quase morria estupida.
Temos a mania que somos seres independentes á face da terra, quando a lua  que move as marés nos move embrulhadas nas nossas também e, á força da natureza dentro do nosso próprio corpo pede-nos respeito para que a vida corra tranquila. Tudo isto é algo a celebrar. Comprem flores nessa alturas , brindar a nós próprias, em vez de praguejar com as dores nas costas. Partilhar com as nossas filhas, ensina-las a não serem “bombas de fertilidade” por ausência de informação, ensina-las a fazer amor com os seus próprios corpos, para não estarem á merce de desejos perigosos que trazem situações de abuso por parte de outros. Conscencializá-las que o nosso corpo lhes dá toda a informação, e limpar da sua geração aquilo que as suas filhas mais tarde vão ouvir incrédulas em que, pais retrogados de tempos idos, apelidavam as nossas avós de “prostitutas” quando estas, na sua fresca juventude se alindavam para sair (sobre a sua alçada) com o primeiro namorado, deixando marcas profundas de mágoas que passam como papel químico de mães para filhas e anos de caminhos mal tomados.

Tanto a aprender com Christiane Northrup


DSC00970

Um pensamento sobre “Preparar as nossas filhas*

  1. Tudo certinho! vais de inspiração em inspiração Graça, lembro um post teu há já algum tempo, em que dizias que o teu marido achava que devias ler mais , coisa que não era teu hábito, em boa hora o começas-te a fazer, e que boa é essa partilha.Eu ao contrário de ti tenho duas filhas e penso que tudo o que disseste está certinho certinho…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s