aqui pelo campo

"Corpo de mulher, sabedoria de mulher"..Dra. Christine Northrup

1 comentário

DSC05682

Estou aqui as voltas com um livro magnifico que ando a ler, escrito pela mesma sra. que vocês tiveram oportunidade de ouvir nestes dois ultimos videos. Queria transcrever algo, daquilo que lá li e que é tão importante partilhar mas, a informação é tanta que decidi não o fazer. Acho que nunca tive ano nenhum na minha vida como este, com  tanto para pôr em questão e tanto para absorver, assim como ela diz, numa Yan a deitar para fora e num Yin a deixar entrar aquilo que vem ter connosco que que nos transforma, para melhor. Hoje é um desses dias em que chego ao fim do dia cansada das minhas lutas, das minhas incertezas e das minhas vitórias e, tem sido assim há tanto tempo que depois de ler tudo aquilo que parágrafo após parágrafo me serve de espelho a inúmeras situações que se repetem de mulher para mulher e, das quais nós não somos excepção. A Iluminsação que é chegar a descobertas incríveis, depois de passar uma vida inteira a repetir padrões de coisas que nos desagradam, que fomos educadas a ter de aguentar, quer sejam elas, o pôr-mos os outros sempre antes de nós porque assim é que é direito!! até ao trabalharmos até á exaustão só dando conta do cansaço quando a pancada vem de dentro do nosso corpo, ao dizer-mos SIM quando realmente sentimos que devia ser NAO, tudo isto é a riqueza que a vida tem depois de descobrirmos que somos capazes de mudar tudo aquilo que queremos.
Jackie Kennedy deixou a America orgulhosa quando foi vista a caminhar sem verter uma lágrima ao lado do caixão do seu marido, como exemplo de equilibrio e verticalidade, mas isso é aquilo que nos ensinam a ser, e não aquilo que deve ser ! Chorar a badeiras despregadas é das coisas mais fantásticas e purificadoras para o corpo humano, restablece liquidos, liberta toxinas repõe valores, e nós desde pequeninos somos ensinados a chorar escondidos, e aos rapazes e nem pensar em tal coisa. Isto é apenas um exemplo dos muitos que crescemos a ouvir e que, a determinada altura da nossa vida, ante total infelicidade da qual já não conseguimos escapar decidimos dizer basta e começamos o nosso próprio processo de cura e caminho para a felicidade.

Comecem por algum lado na vossa vida, mesmo que vos pareca pouco e que a estrada se perca de vista o pior é começar, o resto vem depois, faseado.

Para mim dizer que sim quando quero dizer não é algo que saiu da minha vida e se, por algum motivo algo não acontece como eu esperava, ter a percepção de que se não aconteceu é porque não era bom para mim, é um portão para um local totalmente novo e pacificador!

Img0111

Um pensamento sobre “"Corpo de mulher, sabedoria de mulher"..Dra. Christine Northrup

  1. obrigada por partilhares!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s