aqui pelo campo

O alcance do homem deve exceder o seu pulso, senão, para que serve o céu*

2 Comentários

DSC09609

…é frequente eu saltar da mesa do pequeno almoço, sendo que ainda é cedo e, agarrar em tudo o que espalho á minha volta para acompanhar o meu despertar, subir direitinha ao computador para escrever um pouco numa súbita inspiração. Ultimamente acho que tudo me inspira, desde o que vejo, ao que leio, ao que sinto, tudo é motivo para uma existência mais em paz comigo mesma e perceber isto é algo que transcende. Sendo eu uma leitora muito tardia, não prescindo nesta altura da minha vida de trazer até mim, as vezes por mero acaso, pessoas que tal como eu vivem a vida de uma forma apaixonada e neste momento ando deliciada com David Lynch, á parte de toda a sua loucura e aparente nostálgia admiro todas as pessoas que de uma forma independente e pessoal dão á “volta á questão” e mudam para melhor e, ou, outras que se assumem tal e qual e gostam da sua solidão, valorizam-na como algo do qual tirar um enorme partido nas suas relações pessoais. Tinha na mesa de cabeceira um livro que resolvi espreitar assim por mero acaso e a noite que já se fez tardía de trabalho a acabar posters deitou-se enroscada em viagens de sonho de um homem com quem me cruzo na rua, sempre sisudo e que já percebi porquê, se exprime de forma encantadora directamente do coração para o papel quando fora do seu habitat natural,
Miguel Sousa Tavares. Linda a sua escrita, os devaneios, o amor e bem estar…fora!

“O verde afasta o azul que há pouco reinava sobre este cenário. Um pássaro oculto entre as palmeiras grita cadenciado, ao ritmo da chuva (…) Por longos instantes nada vem perturbar a harmonia desta hora unica. Para lá desta varanda, depois da praia e do oceano em frente, existe o mundo e todas as suas metropoles. Mas há momentos mágicos que suspendem o tempo e o mundo, como o deste crepúsculo. Como no Out of Africa, quando Meryl Streep diz a Robert Redford “Tudo o que disseres agora, eu acredito.”

Livro SUL de Miguel Sousa Tavares

Bom dia com esta beleza de texto

DSC09552

2 pensamentos sobre “O alcance do homem deve exceder o seu pulso, senão, para que serve o céu*

  1. Tal e qual o que penso do Miguel Sousa Tavares, já li o livro em questão que adorei como tenho adorado tudo o que escreve, excepto algumas crónicas de jornal sobre alguns assuntos que me chocam um pouco, achando-o até um pouco estúpido de maneiras. Mas os seus livros, são escritos com uma sensibilidade e pormenor que me deliciam. Digo muitas vezes cá em casa: este homem herdou o feitio arrogante do pai e a sensibilidade da escrita da mãe, só pode ser…

  2. Graça que coincidência enorme que terminei de ler o Sul esta semana e também me apaixonei sem estar à espera. Que viagens que fiz e recordei sem sair daqui este ano😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s