aqui pelo campo

O homem santo* / The saint man*

1 comentário

DSCF1150
Vou começar o meu dia de trabalho algo tarde mas, como se vai estender noite dentro, acho que estou perdoada!!
Nao queria começar sem vos deixar aqui uma história que li que não me passou ao de leve. A história de um homem santo.

Numa tribo de um país longínquo toda a aldeia passava por um período muito complicado e de grande provação. Nao chovia há vários meses, a terra estava gretada, as cultura mortas, não havia de comer e as pessoas pediam por chuva desesperadamente!! Então o ancião da aldeia tomou a decisão de chamar um feiticeiro para conseguirem sair de toda aquela situação e, ter chuva. O feiticeiro, usou de todas as suas capacidades , deu pinchos, entrou em transe mas ao fim de alguns dias o céu mantinha-se azul e o sol brilhava e, o desespero das pessoas crescia não vendo o fim para o problema!! Resolveram então, mandar vir um feiticeiro de uma aldeia distante e o dito feiticeiro, quando chegou colocou á sua volta no chão uma serie de estranhos objectos e de todos fez uso com estranhas rezas mas ao fim de vários dias o céu continuava azul e o sol brilhava. As pessoas estavam desesperadas, as crianças e os idosos adoeciam, as famílias-se zangavam-se, havia discussões por motivos banais , até que, um rapaz novo resolveu falar com o ancião e dizer-lhe que tinha visto á algum tempo atrás, num local distante, o homem que pela óptica dele seria o único capaz de resolver a  situação. O ancião estava sem esperança e todas as economias da aldeia tinham sido gastas com os anteriores feiticeiros sem qualquer resultado, mas resolveu dar uma oportunidade ao rapaz de provar o que afirmava saber e enviou-o ao tal local distante com a intenção de trazer o dito homem!! Muitas semanas passaram até que um dia o rapaz chegou acompanhado de um homem pequeno, franzino, vestido de escuro, em nada semelhante aos estravagantes feiticeiros que, ao ver o estado em que se encontrava a aldeia e, sem dizer grande coisa montou uma tenda, pediu para não ser incomodado e meteu-se dentro dela durante longos dias perante o assombro da aldeia que não percebia de todo o que se passava com aquele homem que tinha chegado ali, e ainda não tinha saído da sua tenda!! Pois certo dia, após uma espera de vários dias, para grande alegria de toda a aldeia começaram a cair pingas do céu,. cada vez com mais intencidade, o céu cobriu-se de negro e começou a chover torrencialmente. A aldeia rejubilou de alegria, as crianças dançavam á chuva e todos se reuniram á volta da tenda aguardando a saída do pequeno homem  que ao sentrir as gotas da chuva na sua tenda deu por concluído o seu trabalho e saiu lá para fora!!. As pessoas davam pinchos de alegria e perguntaram-lhe como tinha conseguido, ao que ele respondeu que quando chegou perto da aldeia imediatamente começou a sentir que a energia da dita aldeia estava muito afectada, que estava desorganizada e que perante tal coisa só podia fazer aquilo que tinha ido ali fazer. Então, sentou-se na sua tenda e meditou durante dias a fio, visualizou a aldeia com chuva, em total harmonia e feliz. Quando ouviu a chuva percebeu que tinha conseguido estabilizar a energia das pessoas da aldeia e que tudo se desbloqueou….

Agora olhem para a vida e tirem as vossas próprias conclusoes!!

Vou trabalhar*

My working day is going to begin a little later but, as it goes along the night, I’m forgiven!
I didn’t want to begin without leaving here a story that I’ve read and that deeply caught my attention.
THE STORY OF A SAINT MAN *
A tribe of a distant Country, was living a very complicated period of great probation in their village. Several months rainless, the ground cracked, cultures dead, nothing to eat. The villagers asked for rain desperately!!!
Then, a venerable old man of such village, took the decision to call a sorcerer aiming to get out of such difficult situation and be blessed with rain. The sorcerer used all his capacities, gave jumps entered in anguish but, some days after the sky was still blue and the sun still bright. The despair of the villagers increased more and more as they did not see any solution for the problem! Then, it was decided to call another sorcerer from another distant village and, as soon as he arrived, immediately placed around him strange objects saying, at the same time, strange prairies, but, some days after the sky continued blue and the sun still shining. The villagers were desperate, the children and the oldest ones became ill, and the families got angry, while trivial motives gave place to discussions, A young boy decided to talk with the venerable old man of the village to tell him that he had seen, some time ago, in another very distant place a man that, by his point of view would be the only man capable to find a solution for the problem. The venerable old man was feeling without hope as the economies had been spent with the anterior sorcerers without any results. However, he gave the boy the opportunity to prove what he had said and sent him to fetch that man. Many weeks passed until, one day, the boy arrived accompanied by the little man, very slim, dressed with dark clothes, nothing like the extravagant sorcerers. When he saw the state of the village, became without words and assembled his tent, asked not to be disturbed and entered inside the tent, where he stayed during many days before the astonishment of the villagers, as nobody understood the man’s attitude. He stayed inside during a long time!
In a certain day, to the great joy of the villagers some drops of rain began falling from the sky. Everybody began dancing under the rain, and all around the tent wait for the man that became very happy when he saw the drops of rain on the tent. He got to the conclusion that his work was done. The villagers, full of joy asked him how he had been able to make such a miracle. He said that the energy of the village was very much affected, disorganized and that before such thing he could only make what he had done.
He sat down in his tent meditating during some days, visualized the village with rain in total harmony. Finally, having been stabilized the energy, everything had raised from the blockade!
Bye, I’m going to work.

(Tradução Adelaide Paz)

Um pensamento sobre “O homem santo* / The saint man*

  1. Eu também vou trabalhar. mas antes quero deixar aqui o meu agradecimento, por esta estória tão bela !Até amanhhã.M*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s