aqui pelo campo

"Façam o que puderem, com o que tiverem, onde estiverem" / "Do what you can, with what you have, where you are."

2 Comentários

DSCF0635

DSCF0634

DSCF0636

DSCF0640

DSCF0641

DSCF0642

DSCF0646

Foi este o inicio do meu Domingo, acho até que nem precisa de comentários…Sai daqui de casa a pé, silenciosa, subi a Rua do costume, fui dar á vila do costume, tomei café com a vista do costume, encontrei as pessoas do costume, todas com um sorriso na cara, todas com algo simpático para dizer, é assim a vida no campo…”Oh Dona Maria, já vem lá de baixo a esta hora com este frio??” fala-me ao coração e quando regressei, embrenhei-me nas vinhas do Sr. Manuel para tirar esta foto fabulosa á casa numa perfeita dualidade entre moderno versus tradicional, versus cheiro a bosta…e a frango assado no churrasco acabadinho de depenar (esta parte é que ainda nao encaixa nos meus conceitos, aí bem citadinos), a pensar em trabalho, em mudar aquilo que há muito me insatisfaz e a voltar apaixonada. Cheguei á conclusão finalmente, ou talvez, consigo sentir finalmente que, aquilo que dizia Eleanor Roosevelt dizia é absolutamente verdade, que não há factor exterior que nos entristeca que não possa ser alterado com uma grande tranquilidade interior, trabalhada, batalhada, mas que depende muito de nós, e por isso me dizem cada vez mais que apesar de tudo ando sempre contente e é verdade! Cultivo isso.
Ou talvez concordo com isto…


*The future belongs to those who believe in the beauty of their dreams. 
(O futuro pertence áqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos)
*Nothing we learn in this world is ever wasted. 
( Nada do que aprendemos neste mundo será alguma vez desperdiçado)
*No one can make you feel inferior without your consent.
(Ninguem te pode fazer sentir inferior sem o teu consentimento)
*You gain strength, courage and confidence by every experience in which you stop to look fear in the face.
(Ganhamos força, coragem e confiança em cada experiencia em que paramos para olhar o medo cara a cara)
*Far and away the best prize that life offers is the chance to work hard at work worth doing.
 (De longe, a melhor coisa que a vida oferece é trabalhar duro em algo que valha a pena trabalhar)
*It is common sense to take a method and try it. If it fails, admit it frankly and try another. But above all, try something.
(É do senso comum adoptar um metodo e experimentá-lo, Se falhar,admitir e tentar outro, mas acima de tudo tentar alguma coisa)
*Do what you feel in your heart to be right – for you’ll be criticized anyway. You’ll be damned if you do, and damned if you don’t. 
(Faz o que sentes no coração como certo, porque serás criticado na mesma, seras amaldiçoado se fizeres ou se não fizeres, de igual modo!)




So I began my Sunday, and think there is no need of comments. I left the house on foot, in silence,  went up the usual  street, arrived at the usual village,  drank my coffee with delight looking to the usual view, found the usual persons, all of them smiling, everyone saying something nice! This is the life in the country…”Hello Mrs Maria, coming up here so soon in a day so cold! Such words entered in my heart and, when I began to go down to return home, I entered in the vineyard of Mr. Manuel to take this fabulous photo, in a perfect duality between the modern versus the traditional, versus the smell of excrement and   roasted  chicken  on the spit, having been deplumed some minutes before (this part is not yet in my concepts being, in this case, still very citizen). Thinking in my work and in what that is unsatisfying me since a long time. I finally arrived home with my heart full of love.
I’ve, finally, got to the conclusion that what Eleanor Roosevelt said once, was absolutely true:  there is no any fact that making us sad that cannot be changed with a great interior tranquillity, worked, battled but deeply depending on us. Because of this
 I‘m told more and more that despite this all, I feel always happy what is very true.
I work on it. Or, perhaps, I agree with it!

(Tradução Adelaide Paz)



2 pensamentos sobre “"Façam o que puderem, com o que tiverem, onde estiverem" / "Do what you can, with what you have, where you are."

  1. pelo teu campo, os dias estão sempre bonitos!!!

  2. A paisagem campestre, quanto mais simples e natural melhor para nós, para a nossa saúde e para a nossa felicidade.É assim que a vivo todos os dias desde que me reformei.Beijosssss

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s