aqui pelo campo

Plantei uma árvore*

2 Comentários

DSC04038

Começo aqui sentada com um “uff”…finalmente! Que noite, e, que dia. Começou cedo ontem, e logo após o pequeno almoço olhei para o céu e resolvi tirar partido das nuvens e já lá vem, arrumar lá fora antes que…! que, bem faz á cabeça ter uma enchada na mão, não obstante depois desta chuvada nao ter a certeza se as sementes de relva foram com a enchurrada!! mas, não pior do que, depois de ter plantado quase 600m2 de terreno ter o zurzir do meu vizinho a dizer que aquilo não ia dar nada, em tudo animador!! ao que eu silenciosa semi serrei os olhos e pensei, …”espera lá que já vais ver… nem que seja pela minha força de vontade isto vai dar…”.
Bem, a seguir fiz uma atelier girissimo, em tudo envolvente desde o principio, e muito bem acompanhado pelo entusiasmo infantil em ver os desenhos deles a poderem dormir na cama logo á noitinha. Começou a chover e, vou ser sincera, ao olhar para o conforto da minha casa este ano e pensar que estou muito melhor que por esta altura no ano passado, vim para casa e acendi uma vela de …gratidão, isto porque não é só pedir!!! há que agradecer tambem.
Meninos, casa cheia, visitas, jantar, disposição “X” por acaso, e fui dormir! Dormir embalada , no bater poderoso da chuva na minha janela num querer entrar teimoso, mas, ela lá fora e eu cá dentro, silenciosa. Lembro-me tanto nestas alturas de todas as crianças que, em momentos destes são ausentes dum colo amigo, parece um dizer algo antiquado, mas é verdade, porque os meus filhos adoram o ouvir da chuva confortávelmente embrulhados numa manta. Acordei cedo, e, sem luz durante quase 7 horas, e aqui entram todas as vantagens de viver no campo… Lá fora o vento soprava de rajadas furiosas, as tábuas cairam qual mikado, e foi preciso traze-las para dentro debaixo de vento forte. A falta de luz , ausencia de computador ajudou-me a estar aqui agora com os armários da cozinha. limpos, arejados, os copos a brilhar e a louça branca, brilha nas prateleiras. A casa arrumou-se e o dia acabou por ser  excelente. Almoço, e num alvoroço a saida a correr para entrar no carro e escapar ás pingas gordas, todos lá dentro e o carro …atolou! A chuva foi tanta que tudo ensopou, “ele” era, os vizinhos de volta, eu de pá e ela de enchada, “arrecua!”…”ai ..não, espera melhor prá frente”..”botalhe a corda”…” olha a tábua!!” …”tenha calma”… e lá conseguimos, e a dada altura estávamos nós, as mulheres de enchada na mão (outra vez) que dava gosto ver. Fiquei exausta! Ficamos!! “Obrigada vizinho!!,… “óh de nada, eu costumo dizere.. fazer pelos outros o que gostamos que façam por nós” e assim nos despedimos e seguimos caminho.
Aqui há um sentido de entre ajuda grande e ninguém que seja da terra passa sem parar, quanto mais não seja pelo prazer de ajudar e satisfazer a curiosidade de conhecer os “excentricos” vizinhos novos.
Adoro a vida no campo como já disse aqui tantas vezes por todos os carinhos da simplicidade campesina que me enchem o meu coração que desde que para aqui vim duplicou de tamanho e ficou tão feliz.
Desejo-vos uma bela semana e deixo aqui um dos maiores violinistas de todos os tempos em homenagem ao meu pai que todas as noites chegava a casa e nos inundava de  lindíssimas melodias clássicas e a todos aqueles que se perdem nos meus dizeres apaixonados.

DSC04134 DSC04133

“Roubei” este lindo pinheirinho em São Paio, terra vizinha que acho linda! Plantei uma árvore, já tive três filhos e em modo blog, escrevo um livro!

DSC04135
A imensa generosidade do meu vizinho vai crescer no meu terreno nos próximos anos! As minhas fiteiras*

DSC04131 DSC04129
Uma amiga de São Paio, hoje ao fim do dia ligou-me para divertida ouvir os meus lamentos sobre a minha relva e todo o trabalho e a chuva e blá blá blá…ao que me respondeu “Eu não lhe disse que era maluka de querer agricultar??pois olhe, tome lá…!!”

DSC04128DSC04122

DSC04170
E nos ateliers os sonhos destes meninos ganharam vida própria.

DSC04162

DSC04160

DSC04147

DSC04175

Aqui já o Domingo alvoroçava o galo vizinho de cedo despertar.

DSC04120

DSC04125DSC04043
Opção…ir pintar e trabalhar um pouco ou limpar e por aqui fiquei. Este libro custou-me 0,99 cêntimos é é girissimo, diverte a forma de limpar e com ele fiz um detergente ecológico que faz maravilhas num lindíssimo pulverizador rosa chock!!

DSC04176DSC04177
Visitas, tertulias e jantares de fim de semana, é como se vive por aqui.

2 pensamentos sobre “Plantei uma árvore*

  1. Não me querendo meter, mas já o fazendo :p …adoro o pinheiro bravo que plantou mas para o imenso espaço que tem um carvalho ficava lindissimo, e ainda para mais era uma homenagem a uma das especies nativas mais bonitas que estão a desaparecer das nossas paisagens nacionais, principalmente das rurais que estão a ser invadidas por pinheiros e eucaliptos. Mas claro que plantar uma arvore é sempre de louvar🙂 (mas caso esteja a pensar ter mais a aposta no carvalho é ainda de louvar mais!)

  2. Olá Marina*Já mandei vir 2 Carvalhos, mas dos selvagens que gosto muito.é a arvore favorita do meu marido .Um beijinho e obrigado pelo seu cuidado*Graça

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s